segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Eleições no SindUTE : Chapa 3 é vencedora.















Beatriz Cerqueira - Nova Coordenadora Geral do SindUte, eleita com Chapa 3 

As eleições para a nova diretoria estadual para as diretorias regionais e também para os membros do Conselho Geral,  ocorreram durante toda a semana passada.  A Coleta de votos  se deu por meio de  urnas volantes que percorreram as escolas da região.  A  urna fixa foi instalada na subsede de Muriaé e coletou votos principalmente dos profissionais aposentados da Educação . As eleições foram tranquilas e sem maiores ocorrências.
A participação dos filiados foi boa  totalizando os números abaixo :




Sind UTE- SUBSEDE DE MURIAÉ
Resultado das Eleições Internas
DIREÇÃO ESTADUAL
CHAPA 1 ----------29 VOTOS
CHAPA 2------------7 VOTOS
CHAPA 3---------423 VOTOS

NULOS--------------2 VOTOS

BRANCOS---------4 VOTOS

__________________________
TOTAL -----------465 VOTOS

DIREÇÃO  REGIONAL
CHAPA ÚNICA-----455 VOTOS

BRANCOS----------5 VOTOS
NULOS--------------5 VOTOS
_________________________
TOTAL------------- 465 VOTOS

ELEITOS PARA O CONSELHO GERAL
- Jair Abreu
- Israel
- João Francisco dos Santos
- Ivan Lomeu
- Sandra Bittencourt
- Rogéria
- Glorinha

Como entidade parceira,  o Movimento PRÓ CULTURA cumprimenta a chapa vencedora desejando sucesso e força nos trabalhos...PARABÉNS PELA VITÓRIA...


FOTO (Jornal O Tempo) : Beatriz Cerqueira - Nova Coordenadora Geral do SindUte, eleita com Chapa 3 



sábado, 28 de novembro de 2009

Fórum Territorial de Cultura em Muriaé

        A principal característica de um Forum é a oporunidade de debater e discutir sobre determinados temas , com pessoas que se interessam por aquele mesmo assunto. Foi assim,  a dinâmica do evento que aconteceu no Grande Hotel Muriaé promovido pelo CEPEC - Centro de Pesquisa e Promoção Cultural, entidade com sede  na cidade de Araponga com apoio da Fundarte.

          O Forum é intinerante e busca identificar as principais demandas culturais da região do Território da Serra do Brigadeiro. O Forum é um instrumento que está  fomentando debates e coletando dados que possam subsidiar políticas públicas e privadas de desenvolvimento cultural. Pudemos participar do Grupo que debateu a relação da  Cultura e Educação como estratégia de valorização do saber popular e tradições locais e culturas populares.
            Estiveram presentes personalidades da área da Cultura como  Zé Olavo - Associação dos Violeiros, Fernanda Vieira - Casa de Cultura, Gilca Napier- Diretora da Fundarte, Elias Muratóri - Blog do Elias, Nina Campos- Belisário, Seu Zezinho-Belisário, José  Nicodemos- Centro Cultural Del Rey, Wilson - Jornada de Reis e muitos outros militntes da área.       



 O Movimento Pró Cultura  se fez presente em mais esse importante evento regional e avalia positivamente a iniciativa e o apoio dado pela Fundarte ...

terça-feira, 24 de novembro de 2009

BLOCO DO PAPAGAIO/ OFICINA DE PERCUSSÃO




             A Oficina de Percussão  é uma atividade desenvolvida pelo  Movimento Pró Cultura  através do Bloco do Papagaio,  e traz a proposta de trabalhar os diversos instrumentos, buscando sempre os ritmos que compõem as tradições populares da região tais como: o Samba, Congado, Caxambu, Mineiro Pau, Folia de Reis e Dança dos Caboclos... O projeto não tem grandes custos com a aquisição dos instrumentos pois o proponente já os possui, bem como as baquetas e talabartes
               A oficina tem a duração de 10 meses, sendo 2 horas e meia de aula por semana, perfazendo um total de aproximadamente 100 horas/aula de atividades. A oficina é desenvolvida em módulos práticos que estão abordando diversos ritmos e tons. 
           A oficina de percussão conta com um monitor/professor que possui ampla experiência e vários trabalhos realizados no campo da música e percussão. Para obter maior conhecimento e interação com a percussão a oficina sempre convida para intercambio e troca de experiências outros grupos de percussão da cidade ( Orquestra de Percussão Projeto vida, Sambloco e Escola de Samba do Planalto). Na oficina de percussão estão sendo preparados os bateiristas que animam os desfiles de carnaval do Bloco do Papagaio.
OBJETIVOS
          A Oficina de Percussão consiste em ser espaço alternativo para a criação musical, integração comunitária e cultural e busca o  fortalecimento de vínculos dos participantes com  a comunidade. A Oficina de Percussão buscará trabalhar a percussão em diversos ritmos e tons que estarão sempre voltados para a construção de uma identidade  própria e independente

DESENVOLVIMENTO
           A partir de uma coordenação a oficina  acontece uma vez por semana com durabilidade de duas horas e meia.  Nesses encontros são  trabalhados os ritmos musicais, a confecção de instrumentos alternativos, a produção de números musicais dentre outros temas. Trata-se de criar por meio dessa oficina condições favoráveis para a construção de peças musicais que serão apresentadas para comunidade e adjacências. O projeto cria também, condições para o fortalecimento cultural das comunidades contempladas com as apresentações. Com as atividades da Oficina de Percussão o projeto estará criando condições de elevar a auto-estima dos moradores do Aeroporto e o sentimento de pertencimento criando uma identidade coletiva pautada na valorização da vida e esperança.


 

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Eleições no SINDUTE

         Inicia-se ás 8:00 horas da manhã, de Segunda Feira (23/11/09) as eleições para a diretoria do SindUte- Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais. A nível estadual,  concorrem três chapas, já na subsede de Muriaé a chapa é única. Paralela a eleição para a direção da entidade sindical ocorre também a eleição dos novos componentes do Conselho Geral do Sindicato.
        Em Muriaé em reunião realizada no dia 18 de novembro de 2009, ficou decidido o apoio incondicional de Muriaé á Chapa 3, devido a presença da companheira Sandra Lucia Bittencourt como componente de tal chapa.
              O SindUte é parceiro do Movimento Pró Cultura e a dois anos nos apoia, contribuindo das mais variadas formas com a realização das atividades .
 

Se você é filiado não deixe de votar!

PARTIDO DOS TRABALHADORES FARÁ SUA ELEIÇÃO INTERNA NESSE DOMINGO


Acontece nesse domingo as Eleições para a composição do novos dirigentes do Partido em âmbitos nacional, municipal e estadual. Em Muriaé concorrem duas chapas sendo elas: A chapa " Reconstruindo o PT ", encabeçada pelo militante Joel Abreu e a chapa " Rumo ao Progresso" encabeçada pela Regina Couri.

Esperamos que a chapa mais comprometida com as causas sociais e com a tradição petista saia vitoriosa e possa resgatar o entusiasmo da militância para as eleições que se aproximam. Aos filiados, recomendamos o comparecimento na Câmara Legislativa para exercerem seu direito ao voto. E que possam votar conscientes !

MOVIMENTO PRÓ CULTURA DO AEROPORTO FAZ A SUA HISTÓRIA

 
O Movimento Pró Cultura é uma organização da sociedade civil do bairro Aeroporto de Muriaé que atende crianças, adolescentes e jovens com oficinas de arte, cultura e cidadania. É reconhecida como Utilidade Pública Municipal e Estadual , é membro do Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente e do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Muriaé.  Suas atividades começaram informalmente no ano de 1998, durante o período da Campanha da Fraternidade.  Sua fundação se deu com Grupo de Jovens JUBONC ( Jovens Unidos na Boa Nova de Cristo) da Pastoral da Juventude, que na ânsia de um gesto concreto,  iniciou um projeto de incentivo a leitura pelas ruas do bairro. 

O trabalho começou a frutificar e começaram chegar as doações de livros, prateleira, cadeiras, mesas e equipamentos  vindos de todas as partes  e pessoas.   Com a grande quantidade de livros arrecadados nos primeiros anos,   fundou-se a biblioteca Comunitária, hoje funcionando em sede própria construída e equipada com recursos arrecadados com a comunidade em geral.  Os objetivos da ONG são os mesmos desde sua fundação.  Difundir a cultura, defender direitos, promover a vida, fazer controle social e incentivar a leitura sempre produzindo cidadania. 

A cada assembléia, novas propostas são incorporadas e trabalhadas pelo Movimento Pró Cultura que também mantêm,  o Centro Comunitário situado na Rua Santos Dumont, 96.  Nos últimos tempos,  percebe-se a preocupação do Movimento com a promoção do sentimento de pertencimento ao bairro Aeroporto. Para isso,o Movimento pretende desenvolver no próximo ano uma série de eventos que promovam o bairro positivamente junto aos muriaeenses em geral. Com o desenvolvimento do Projeto Ponto de Cultura,  aprovado pela Secretaria Estadual de Cultura e Ministério da Cultura, com os desfiles do Bloco do Papagaio e as atividades da Biblioteca  a valorização da comunidade será a prioridade. 

Enfim, o Movimento Pró Cultura está aí há 10 anos  e tem muito mais a fazer. Quem se propor a  conhecer melhor o trabalho dessa instituição acesse no blog no linK http://procultura-muriae.blogspot.com/ e participe você também desse projeto que busca defender a vida e a esperança.

segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Demonstrativo Financeiro aprovado na Assembléia Geral


DEMOSNTRATIVO FINANCEIRO 2009
MOVIMENTOS PRÓ CULTURA
JANEIRO A  OUTUBRO 2009
SALDO INICIAL EM JANEIRO 2009
R$ 3,28
RECEITAS
R$ 2.434,61
DESPESAS
R$ 2.821,66
SALDO DISPONIVEL EM CAIXA
R$ -387,05
SALDO EM CONTA CORRENTE
R$ 351,24


ORIGEM DOS RECURSOS
- Doações institucionais  e individuais
- Penas pecuniárias
- Projetos
- Bingo
-Contribuição anual dos membros
-Venda de abadás

DESTINAÇÃO DOS RECURSOS
- Manutenção do centro comunitário
- Manutenção de equipamentos e instrumentos musicais
- Compra de fantasias
- Doação para manutenção da casa das pastorais sociais
- Contribuição com a feijoada da Comunidade Santo Antônio

AÇÕES DESENVOLVIDAS E CONQUISTAS
- Desfile do Bloco do Papagaio no Carnaval de Muriaé
- Dia das crianças em parceria com a catequese (sessão de cinema e sorteios de brindes)
- Funcionamento da biblioteca todos aos sábados das 14 ás 17horas
- Comemoração do dia do livro infantil
- Campanha de coleta de plástico para reciclagem em parceria com a Drogahemil
- Participação no Conselho dos Direitos da Criança e Adolescente
- Parceria com IFOP na realização do curso de férias 2009
- Aprovação do Projeto Centro Comunitário Como Ponto de Cultura.
- Obtenção  do Titulo de Utilidade Pública Estadual 
- Participação na IIª Conferência Municipal de Cultura de Muriaé

-Cadastros atualizados nos Conselhos Municipais de Assistência Social e 
- Defesa dos Direitos da Criança e Adolescentes

domingo, 15 de novembro de 2009

MOVIMENTO PRÓ CULTURA PRESENTE NO ABRAÇO AO RIO MURIAÉ



O rio Muriaé é um rio brasileiro que banha os estados de Minas Gerais e do Rio de Janeiro. Nasce no município de Miraí, na Zona da Mata Mineira, e deságua no rio Paraíba do Sul na altura do município de Campos dos Goytacazes, Rio de Janeiro. Tem como principais afluentes os rios Glória e Carangola, sendo o rio Carangola o maior entre os dois. As maiores cidades localizadas às suas margens são Muriaé em Minas Gerais e Itaperuna no Rio de Janeiro. Considerando toda a bacia do Rio Muriaé, são três as maiores cidades, Carangola e Muriaé em Minas Gerais e Itaperuna no Rio de Janeiro. O processo de desmatamento desencadeado na Zona da Mata para o cultivo do café desde o século XIX foi implacável na bacia do rio Muriaé, afetando inclusive suas cabeceiras. Em 2006, um vazamento da lama resultante do tratamento da bauxita ocorreu em Miraí chegou ao rio Muriaé através de seu afluente rio Fubá, gerando impactos inclusive no rio Paraíba do Sul."        
           Hoje,  15 de novembro,  a partir das 8:00 horas da manhã, concentraram-se na rodoviária, cristãos de todos os cantos da cidade e forânia de Muriaé. Convocados pelos padres, pastores e lideranças religiosas  todos presentes  tinham como objetivo abraçar a causa de "Defesa do Rio Muriaé" como fonte de vida. O Movimento Rio nosso de Cada Dia surgiu esse ano em Muriaé como gesto concreto da Campanha da Fraternidade. O Movimento Pró Cultura comprometido com as causas sociais e ambientais se fez presente e humildemente abraçou o Rio por entender sua importância como fonte de equilíbrio e  biodiversidade, além de ser fornecedor de água para várias cidades da região.

Fonte: Wikipédia

sábado, 14 de novembro de 2009

ASSEMBLÉIA DO PRÓ CULTURA É REALIZADA




        Com a intenção de cumprir o que determina o seu Estatuto Social o Movimento Pró cultura realizou hoje, 14 de novembro de 2009, sua IX° Assembléia Geral Ordinária. Muitos assuntos foram tratados com destaque para o plano de ação  do ano vindouro. A reunião começou com uma mística conduzida por Marlúcia clamando a benção de Deus para aquele momento tão importante para a instituição.
        Em seguida foi tratada a pauta prevista no edital de Convocação publicado na imprensa, com mais de um mês de antecedência. Prestou-se conta dos recursos e investimentos, falou-se dos projetos desenvolvidos e a desenvolver. Em seguida, foi alterado o Estatuto permitindo a locação de equipamentos da instituição visando a geração de receitas a serem aplicadas na manutenção das atividades do Centro Comunitário e Biblioteca. Foi tratado, ainda, do Carnaval 2010 onde o Bloco do Papagaio com certeza estará desfilando levando seu ritmo e alegorias para a avenida. 
        Ao final,  os participantes puderam fazer uma avaliação dos trabalhos e apresentar sugestões para o avanço dos trabalhos. Enfim, podemos dizer que a assembléia transcorreu muito bem e que bos perspectivas apontam para 2010. É importante ressaltar e agradecer a presença dos companheiros do IFOP- Instituto de Formação Popular e PJ - Pastoral da Juventude ( Douglas, Denise, Luiz, e Vinicius) que prestiaram a Assembléia...

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

NOTA DE REPÚDIO

O Movimento Pró Cultura vem a público manifestar   repúdio em relação a determinação judicial que retirou temporariamente o Blog do Elias do ar (www.eliasmuratori.com.br). Notamos, claramente,  a judicialização da censura, onde autoridades de nosso município no uso de seus poderes econômicos vem censurando as informações em nossa Muriaé. Não é de hoje, que a imprensa de Muriaé não publica notícias contrárias aos interesses dos grupos dominantes. Aliás,  esses são os anunciantes e  a imprensa de nossa cidade vive em função de verbas públicas  e empresariais de publicidade e publicam tudo que quizerem, desde que seja pago.

Vemos nitidamente a intimidação aos profissionais independentes da informação e observo as práticas autoritárias que querem calar a verdade que precisa ser dita . Sendo assim,  usamos esse espaço  para  repudiar a censura praticada contra nosso amigo Elias Muratóri, que de tanto ser perseguido,  criou seu blog, que se tornou um dos mais lidos da cidade e incomodou...Portanto, como também blogueiro, repúdio  o que aconteceu e manifesto a solidariedade ao amigo colocando nossos blogs a disposição da divulgação da verdade. 

Sandro Areal Carrizo
Presidente do Movimento Pró Cultura 

Abraço ao Rio Muriaé


 Está chegando o dia do abraço ao Rio Muriaé... O Movimento Pró Cultura convoca a todos se fazerem presentes nesse evento que será histórico em nossa cidade... Nós estremos lá...

Edital da Lei Alcyr Pires Vermelho de Incentivo a Cultura está aberto...



A Prefeitura de Muriaé, por meio da Fundação de Cultura e Artes de Muriaé - FUNDARTE - comunica a todos os interessados que estarão abertas as inscrições de projetos culturais e esportivos com vistas à obtenção dos benefícios da Lei Municipal de Incentivo à Cultura e ao Esporte, exercício 2009/2010, a serem apreciados pela Comissão Municipal de Incentivo à Cultura e ao Esporte - COMICE - nos termos das disposições previstas na Lei Municipal nº 3.202  de 09 de março de 2006 e no Decreto Municipal n.º 2.947/2006, e em conformidade com as condições a seguir estabelecidas:
1.        DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
1.1.       Os projetos inscritos deverão ter caráter estritamente artístico-cultural ou esportivo amador.
1.2.       Cada proponente (pessoa física ou jurídica) poderá inscrever somente 1 (um) projeto.
1.3.       O valor total dos recursos, destinados à edição da Lei Municipal de Incentivo à Cultura e ao Esporte, para o ano de 2010, é de R$ 150.000,00 (cento e cinquenta mil reais).
1.4.       Fica estabelecido o limite máximo de até R$ 12.000,00 (doze mil reais) para cada projeto que vier a ser aprovado.
1.5.       Cada projeto poderá ser contemplado com 80% a 100% do valor pleiteado, ficando a critério da COMICE a aprovação dos recursos.
2.        DAS CONDIÇÕES DAS INSCRIÇÕES
2.1.       A Fundação de Cultura e Artes de Muriaé – FUNDARTE receberá as inscrições de projetos culturais no período de 11 de novembro à 11 de dezembro de 2009....(continua...)


Fonte : Fundarte

II Conferência Estadual de Cultura



Já está definida a data de realização da II Conferência Estadual de Cultura. Será de  02 a 04 de dezembro, na Assembléia Legislativa de Minas Gerais e terá como tema “Cultura, Diversidade, Cidadania e Desenvolvimento”. Equipes da Secretaria de Estado de Cultura de Minas Gerais e da Assembléia Legislativa de Minas Gerais estão trabalhando na programação.


Informações pelos telefones (31) 3269-1050 e (31) 3269-1121.




Fonte : Secretaria Estadual de Cultura  - MG

sábado, 7 de novembro de 2009

Conferência Nacional de Educação – CONAE 2009

            A Conferência Nacional de Educação – CONAE é um espaço democrático aberto pelo Poder Público para que todos possam participar do desenvolvimento da Educação Nacional.
            Está sendo organizada para tematizar a educação escolar, da Educação Infantil à Pós Graduação, e realizada, em diferentes territórios e espaços institucionais, nas escolas, municípios, Distrito Federal, estados e país. Estudantes, Pais, Profissionais da Educação, Gestores, Agentes Públicos e sociedade civil organizada de modo geral, terão em suas mãos, a partir de janeiro de 2009, a oportunidade de conferir os rumos da educação brasileira.
           Tema da CONAE, definido por sua Comissão Organizadora Nacional, será: Construindo um Sistema Nacional Articulado de Educação: Plano Nacional de Educação, suas Diretrizes e Estratégias de Ação. A CONAE acontecerá em Brasília, de 28 de março a 1º de abril de 2010, será precedida de Conferências Municipais, previstas para o primeiro semestre de 2009 e de Conferências Estaduais e do Distrito Federal programadas para o segundo semestre do mesmo ano.
           Acontecerá a partir do dia 09 de novembro, em Belo Horizonte, a Conferência Estadual de Educação. Nesse evento estarão sendo debatidos  os temas que farão parte do Plano Nacional de Educação. Estarei viajando no domindo a tarde para representar o município de Muriaé nesse importante evento da Educação.

Estaremos fazendo postagens diárias...mantenha-se informado acesse nossos blogs.

A Conferência Estadualde Educação começa segunda


PDF
Imprimir
E-mail


            A Conferência Nacional de Educação – CONAE é um espaço democrático aberto pelo Poder Público para que todos possam participar do desenvolvimento da Educação Nacional.
            Está sendo organizada para tematizar a educação escolar, da Educação Infantil à Pós Graduação, e realizada, em diferentes territórios e espaços institucionais, nas escolas, municípios, Distrito Federal, estados e país. Estudantes, Pais, Profissionais da Educação, Gestores, Agentes Públicos e sociedade civil organizada de modo geral, terão em suas mãos, a partir de janeiro de 2009, a oportunidade de conferir os rumos da educação brasileira.
           Tema da CONAE, definido por sua Comissão Organizadora Nacional, será: Construindo um Sistema Nacional Articulado de Educação: Plano Nacional de Educação, suas Diretrizes e Estratégias de Ação. A CONAE acontecerá em Brasília, de 28 de março a 1º de abril de 2010, será precedida de Conferências Municipais, previstas para o primeiro semestre de 2009 e de Conferências Estaduais e do Distrito Federal programadas para o segundo semestre do mesmo ano.
           Acontecerá a partir do dia 09 de novembro, em Belo Horizonte, a Conferência Estadual de Educação. Nesse evento estarão sendo debatidos  os temas que farão parte do Plano Nacional de Educação. Estarei viajando no domindo a tarde para representar o município de Muriaé nesse importante evento da Educação.

Estaremos fazendo postagens diárias...mantenha-se informado acesse nossos blogs.

quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Militante do IFOP é ferido durante o trabalho...

dsc_0006-copia Foto :Interligadonline 
















O Companheiro Henrique, militante do IFOP, da PJ entre outras entidades, foi ferido neste domingo, 01/11, durante seu turno de trabalho ao atender uma ocorrência policial.
Henrique está na Polícia Militar a cerca de dois anos e desde muito antes é conhecido e respeitado por toda família IFOP por sua determinação e vontade de contribuir na construção de um mundo melhor.
Conforme notícias apuradas com amigos, seu estado de saúde é bom mas inspira cuidados.

Ele está internado em Belo Horizonte em um Hospital que tem especialistas e boa estrutura para trata-lo.
Pedimos a todos os amigos e simpatizantes que acompanham nosso blog a orarem pela recuperação deste companheiro de caminhada que, cumprindo seu dever profissional (e por que não social e cristão), sofreu queimaduras de até 2º grau em cerca de 30% de seu corpo.
Fonte:  http://ifopmuriae.blogspot.com/

O Movimento Pró Cultura é solidário ao companheiro Henrique e torce pela rápida recuperação...FORÇA COMPANHEIRO HENRIQUE !!!! 

terça-feira, 3 de novembro de 2009

PARECER APROVADO NA COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA PARA TURNO ÚNICO DA LEI 3746/2009

Comissão de Constituição e Justiça

Relatório
De autoria do Deputado André Quintão, o projeto de lei em tela tem por objetivo declarar de utilidade pública o Movimento Pró-Cultura, com sede no Município de Muriaé.
A matéria foi publicada no “Diário do Legislativo” de 17/9/2009 e distribuída às Comissões de Constituição e Justiça e de Cultura.
Vem agora a esta Comissão a fim de ser examinada preliminarmente quanto aos aspectos jurídico, constitucional e legal, conforme determina o art. 188, combinado com o art. 102,III, “a”, do Regimento Interno.

Fundamentação
O Projeto de Lei nº 3.746/2009 tem por finalidade declarar de utilidade pública o Movimento Pró-Cultura, com sede no Município de Muriaé.
Os requisitos para que as associações e fundações constituídas no Estado sejam declaradas de utilidade pública estão relacionados no art. 1º da Lei nº 12.972, de 1998.
Pelo exame da documentação que instrui o processo, constata- se o inteiro atendimento às exigências mencionadas no referido dispositivo, pois ficou comprovado que a entidade é dotada de personalidade jurídica, funciona há mais de um ano e sua Diretoria é formada por pessoas idôneas, não remuneradas pelo exercício de suas funçõeS.
Note-se que o estatuto constitutivo da instituição determina,no art. 25, que as atividades dos membros dos órgãos administrativos não são remuneradas; e, no art. 26, parágrafo único, que, na hipótese de sua dissolução, o patrimônio remanescente será destinado a instituições ou organizações que se identifiquem com as causas que ela defende, indicadas na assembleia geral.

Conclusão
Pelo aduzido, concluímos pela juridicidade, constitucionalidade e legalidade do Projeto de Lei nº 3.746/2009.

Sala das Comissões, 6 de outubro de 2009.
Dalmo Ribeiro Silva, Presidente - Delvito Alves, relator

PARECER APROVADO NA COMISSÃO DE CULTURA PARA TURNO ÚNICO DO PROJETO DE LEI Nº 3.746/2009

Comissão de Cultura
Relatório
          De autoria do Deputado André Quintão, o projeto de lei em tela visa declarar de utilidade pública o Movimento Pró-Cultura, com sede no Município de Muriaé.
          Examinada a matéria preliminarmente pela Comissão de Constituição e Justiça, que concluiu por sua juridicidade,constitucionalidade e legalidade, cabe agora a esta Comissão deliberar conclusivamente sobre ela, conforme preceitua o art.103, I, “a”, do Regimento Interno.
Fundamentação
         O Projeto de Lei nº 3.746/2009 pretende declarar de utilidade pública o Movimento Pró-Cultura, com sede no Município de Muriaé, que tem como finalidade despertar o interesse da comunidade pela cultura, desenvolvendo ações concretas para a conscientização e a divulgação sobre a importância do saber para o bem-estar das pessoas.
         Com esse propósito, defende os direitos humanos e o pleno exercício da cidadania, com atenção especial para as classes mais carentes; promove eventos voltados para educação, artes, música e formação de opinião, para aprimorar o nível cultural da população;busca a integração com outros movimentos sociais; e recomenda práticas de cooperação para a conservação dos recursos da natureza, em defesa do meio ambiente.
         Pela importância do trabalho desenvolvido pelo Movimento Pró- Cultura, consideramos meritória sua declaração de utilidade pública.
Conclusão
         Pelas razões expostas, opinamos pela aprovação do Projeto de Lei nº 3.746/2009, em turno único.

Sala das Comissões, 13 de outubro de 2009.
Dep. Paulo Guedes, relator.

Oficina de Música realizada no Curso de Férias 2007

 O Movimento Pró Cultura é parceiro do Curso de Férias e apresenta um pouco da Oficina de música, coordenada pelo nosso amigo Alcelino, na edição de 2007 que tratou o tema da Educação e Comunicação Popular.  Vejam o Vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=BPzjkmQyp2E&feature=player_embedded

Vale a pena !

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Reunião do IFOP na Casa das Pastorais





Realizada na Casa das Pastorais, no dia 29 de outubro de 2009, mais uma reunião do Instituto de Formação Popular (IFOP). A reunião teve por objetivo principal a preparação institucional para a Assembléia Geral,  que se realizará no dia 29 de novembro. Nessa reunião,  tivemos presença de vários membros da diretoria. O Movimento Pró Cultura , que é parceiro na realização do Curso de Férias e em outras atividades do IFOP , se fez presente contribuindo com idéias e fortalecendo a rede de instituições que possui como principal elo aglutinador as ações do Curso de Férias.  

domingo, 1 de novembro de 2009

A HISTÓRIA DO BAIRRO AEROPORTO DE MURIAÉ

INTRODUÇÃO
Com o objetivo contar a história do bairro Aeroporto de Muriaé, foi realizada pelo Movimento Pró Cultura,  uma pesquisa que possibilitou coletar dados históricos sobre as origens do lugar que é habitado por milhares de pessoas. A saga de um povo, contida na memória e contada pelos seus protagonistas, fez dessa pesquisa, um estudo instigante. Como procedimento metodológico inicial foi realizada uma relação de moradores mais antigos  que poderiam ser entrevistados. Posteriormente,  foram feitos  contatos  que foram prontamente atendidos pelos moradores. Com isso, foram coletadas informações que serviram de fundamentação para o resultado do trabalho que apresentamos agora.

Como instrumentos de pesquisa usamos questionários que foram respondidos de forma espontânea. Usamos, ainda, gravador para registrar algumas dessas entrevistas. As atas da Associação de Moradores do bairro Aeroporto também foram usadas como fontes documentais.

A pesquisa durou aproximadamente três meses e teve caráter cientifico com o interesse de valorizar a história e cultura de um bairro  formado por pessoas simples que muitas vezes  são discriminadas por morar em um bairro considerado pobre e de periferia.

A pesquisa foi desenvolvida no município de Muriaé-MG, uma cidade de aproximadamente 96.000 habitantes , sendo 51,49% do sexo feminino e 48,51% do sexo masculino. O colégio eleitoral possui 67.860 eleitores. Situada na Zona da Mata Mineira, á 350 Km de Belo Horizonte, a cidade é pólo regional no setor de confecções e atrai turistas que procuram a Central da Pronta Entrega das Fábricas para comprar produtos a preço mais baixo. O desenvolvimento desse setor , coloca o Município, entre os principais produtores da indústria de confecções do estado de Minas Gerais, inclusive contando com um consórcio de exportação, voltado para países do Mercosul. Além disso, a cidade destaca-se no cenário nacional com indústrias de capas para poltronas de veículos automotores, urnas funerárias e aglomerados, produção vendida para outros estados e exterior
                                                                                                                                  Foto: Sandro Areal Carrizo

A cidade se destaca no cenário estadual por ser entroncamento rodoviário de três importantes rodovias que dão acesso ao Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Bahía. É pólo produtor do setor agropecuário, se destacando na pecuária leiteira, que abastece laticínios do município e da região. Destaca-se no setor de piscicultura, sendo o maior produtor de peixes ornamentais do estado e um dos maiores do país. Na piscicultura de corte, possui aqüiculturas que produzem milhões de alevinos que são comercializado por todo o país.

A rede escolar do município, conta com 92 escolas, sendo 88 de ensino fundamental, e 7 de ensino médio, 16 creches, 01 escola de ensino especial e uma de suplência . Ainda no campo educacional, é importante destacar a organização da educação. O município possui o Sistema Municipal de Educação,  que foi instituído em 2002, pela Secretaria Municipal de Educação por meio da criação do Conselho Municipal da Educação. Na cidade, existe ainda , a sede da 23ª Superintendência Regional de Ensino, que gerencia o desenvolvimento e atuação das escolas pertencentes ao Sistema Estadual de Ensino, assessorando ainda, a educação de 14 municípios que fazem parte da sua jurisdição.

O BAIRRO AEROPORTO
Localizado na margem esquerda da Rodovia Rio Bahia ( Br 116), O bairro Aeroporto é um dos locais mais populosos da cidade de Muriaé. Sendo formado por milhares de famílias , que vieram dos mais variados lugares da região, é um bairro constituído de gente trabalhadora que habita em casas que compõem as inúmeras ruas, vielas e becos do bairro.Faz divisas com o Bairro São José, Napoleão, Barra, Dornelas e Cardoso de Melo. É um bairro que é considerado "morro" e,  grande parte de seus moradores se encontram na parte mais alta de onde se tem a vista privilegiada da cidade. As casas são de construção em alvenaria sem luxo ou fachadas incrementadas.                                                       Foto: Sandro Areal Carrizo

Atualmente o bairro conta com 18 ruas, sendo elas: Jose Rui Barbosa, Jose Olegário, Mario Zidone, Mário Serenário, Olinda Gardone, Manoel Correa do Prado, Santos Dumont, Jose Pedrosa, Pedro Minarini, Jose Thomas, Antônio Ramos, Benedito Videira, Vila Cavalhier, Lica Muglia, Travessa santos Dumont, Bárbara de Andrade, Valdomiro Inácio, Sebastião Jósino Costa.

O bairro Aeroporto, é servido por dois Postos de saúde, sendo um localizado na parte alta á Rua Santos Dumont, e outro na parte baixa localizado á Vila Cavalhier de nome Dr Clovis de Aquino, inaugurado no dia 31 de agosto de 1986. O bairro possui educação fundamental  que é oferecido na chamada de Escola Municipal Prof Stella Fidellis, fundada em 02 de outubro de 1992. A Escola atende os alunos do bairro e vizinhança e possui uma creche em anexo que atende dezenas de crianças. Possui ainda , o CRAS - Centro de Referência em Assistência Social que atende a população mais necessitada. O transporte urbano é efetuado pela Empresa Coletivos Muriaeense , que mantém uma linha diária com horários permanentes de 40 em 40 minutos.

No campo religioso, o bairro possui uma grande variedade de Igrejas evangélicas pentecostais das mais variadas denominações, dentre elas destacamos; Assembléia de Deus, Maranata, Deus é Amor. Conta ainda com Três, Comunidades Católica chamadas de : Comunidade Santo Antonio com Celebrações ás sextas e domingos, Comunidade Nossa Senhora do Carmo, situada na Vila Cavalhier e A Comunidade Santa Edwiges localizada próxima a Escola Stella Fidellis.

O bairro Aeroporto possui uma Associação de Moradores, que representa os anseios de seus moradores por meio de reuniões periódicas de desenvolvimento e planejamento de ações. No Aeroporto existe, ainda,  a atuação de uma ONG. denominada Movimento Pró Cultura que desenvolve ações de incentivo a cultura por meio de uma Biblioteca Comunitária e um Centro Comunitário , onde ocorrem aulas de dança, teatro, violão.

A CHÁCARA CANDÃO
No ano de 1847, chegou ao Brasil juntamente com milhares de imigrantes oriundos da Itália uma família que seria fundamental para o surgimento do bairro Aeroporto. O Patriarca desta família se chamava Sr Antonio Muglia e, entre seus muitos filhos, existia um de 9 anos que se chamava Pedro Muglia. O pequeno Pedro cresceu se tornou um lavrador e em Mirai , se casou com a Sra Lica Muglia por quem era apaixonado. Após o casamento o jovem casal se mudou para Muriaé , onde comprou com suas economias, a denominada Chácara Candão, nesta chácara teve 9 filhos. Tal chácara se localizava próxima a ponte de madeira na entrada de Muriaé, a sede da chácara era também próxima ao encontro dos rios Preto e Muriaé.

Na época,  a chácara Candão possuía uma grande área de pastagens, muitas árvores frutíferas e também uma área de árvores nativas,  dentre as quais se destacava um Pé de Papagaio que mais tarde,  iria dar nome ao bairro. Sr Pedro Muglia,  usava das pastagens para criar animais além de alugar pasto para os fazendeiros que vinham do meio rural para negociar café no centro da cidade.

MORRO DO PEDRO MUGLIA
Com o passar do tempo, principalmente entre as décadas de 30 e 50, a atividade cafeeira que era a base econômica da região de Muriaé, entra em decadência em decorrência da queda de preço do produto no mercado internacional. Tal situação agrária, levou os grandes proprietários de terras dispensarem grande parte de seus empregados e meeiros. Tal situação ocasionou um movimento migratório  em direção ás cidades pólos. Muriaé, se tornou destino de milhares de pessoas que buscavam ocupação,  já que em seus lugares de origem já não havia como trabalhar. Este período coincide com a inauguração da rio Bahia, que foi um marco para o desenvolvimento regional e fator de atração para as populações das cidades vizinhas.
Foto: Sandro Areal Carrizo

No período citado acima, o sr Pedro Muglia colocou a venda lotes de sua chácara, dando inicio a um processo de povoamento que duraria mais de 30 anos,  originando o bairro que hoje é chamado de Aeroporto. Quando se mudaram para a chácara Candão os primeiros moradores passaram a chamar o lugar de morro do Pedro Muglia, que era considerado um benemérito , pois, além de vender lotes a um preço e condições satisfatórias, doou muitos outros . É importante ressaltar que muitos moradores que para cá vieram , ocuparam de forma ilegal, isto é, invadiram o local ergueram seus casebres e ali permaneceram mesmo que em condições precárias.

A primeira rua no bairro que estava surgindo foi a rua Pedro Muglia e a segunda rua chamou-se Lica Muglia,  digníssima esposa do fundador do bairro. A Vila Cavalhier,  tem este nome devido a família que habitava as terras intermediárias de Pedro Múglia e Frederico Napoleão. A estrada passou a ser chamada de Vila Cavalhier em homenagem a tal família.

MORRO DO PAPAGAIO
Quando o Pedro Muglia passou a comercializar seus terrenos e o bairro foi sendo povoado seu nome também foi sendo mudado pelo próprio povo que habitava o local. Ao invés de continuarem a chamar o local de Morro do Pedro Muglia, passaram a chamar o lugar de Morro do Papagaio, devido a existência de uma grande arvore Papagaio, que havia no local. Nessa época , mal havia trilhas de acesso e as casas eram em sua maioria feitas de sapé e pau -a - pique o que demonstravam as limitações financeiras dos moradores da comunidade em formação.

A única fonte de água disponível para os moradores durante muitos anos, era localizada próximo á ponte e rio, onde os moradores desciam o morro carregando latas de água na cabeça. Nesta fonte de água , trabalhou o Luiz Guimarães que desempenhou a função por 37 anos.
                                                                                                                            Foto: Sandro Areal Carrizo
Com o crescimento do comércio local , proporcionado pela sua localização estratégica a cidade de Muriaé, precisou de um Campo de Aviação. Sendo procurado pelas autoridades políticas da época, mais uma vez sr Pedro Muglia se demonstrou um benemérito doando para a cidade o terreno no topo do Morro do Papagaio, onde foi construído o Campo de Aviação. Nessa mesma época,  foi doado também, terreno para construção da escola Maria Antonia Muglia que funcionava no terreno , onde hoje é o CRAS - João Flores.

O AEROPORTO
O bairro Aeroporto, em sua evolução,  contou com infraestruturas que foram sendo introduzidas gradativas pelos prefeitos a partir da década de 70. Uma das administrações que mais fez para o bairro e uma das primeiras a considerar o Papagaio como um bairro., tinha como prefeito Paulo Fraga, que calçou várias ruas, colocou água encanada e puxou a luz . A primeira vez que os moradores ficaram sabendo que a pista de pouso iria ser asfaltada e que as pessoas que estivessem habitando o lugar teriam de se mudar ocorreu na reunião da Associação de Moradores no dia 31 de março de 1990. Em tal reunião os destinos de milhares de pessoas começaram a ser definidos. Com a palavra o deputado Airtom Torres Neves, comunica que conseguiu as verbas necessárias, junto ao governo estadual do Newtom Cardoso para o asfaltamento do aeroporto e do bairro planalto e que caberia ao prefeito municipal compensar as famílias prejudicadas com tal obra.

"O deputado Airtom Torres Neves obteve a palavra e desculpando-se pelo atraso, disse que conseguiu verbas com o Governador Nilton Cardoso o asfaltamento do campo de aviação, no dia 27 de abril será escolhida a firma que concluirá o serviço. Explicou ainda que o prefeito está em andamento com o projeto para restituir a cada morador prejudicado a sua casa ."

Nesta mesma reunião,  o prefeito municipal (Paulo Carvalho) anunciou que as obras se iniciariam em maio e todas as famílias que tivessem casas na área do campo deveriam sair com urgência e que a prefeitura daria lotes e materiais de construção, aos moradores que quisessem ir para o bairro Joannopolis e São Joaquim. Disse ainda,  que as casas seriam construídas em sistema de mutirão coma participação de todos. O prefeito com um discurso carregado de dpropostas de esenvolvimento anunciou ainda , a criação de uma escola para atender as crianças de todo o bairro e vizinhança. Nesta mesma,  reunião houveram  alguns questionamentos por parte de moradores e também do vereador Jair Abreu , que pediu prioridade para o asfaltamento das ruas de acesso ao Aeroporto e a abertura de novas salas de aula na Escola do bairro.

É importante ressaltar que a massa popular que habitava o campo de aviação não estava disposta a deixar o lugar conquistado. Mediante a isto, começou-se a organizar um movimento de resistência , que teve como grande líder o Pe Agostinho da Igreja Católica local. No intuito de mobilizar as lideranças e engajar a comunidade santo Antonio num movimento de solidariedade com os excluídos foram realizadas varias reuniões e manifestações que tinham por objetivo chamar a atenção da opinião publica sobre a forma desumana que estava sendo conduzido o processo de desocupação do campo.                              

Foto: Sandro Areal Carrizo


Iniciada a construção do Aeroporto , se deu um grande embate entre forças distintas. De um lado o Pe Agostinho, líder espiritual que tinha na bíblia e na solidariedade a força de sua luta . Por outro lado , Paulo Carvalho o líder político, o astuto e perspicaz prefeito,  que tinha interesses políticos na obra do Aeroporto . Em tal embate,  saiu perdendo o povo , que teve de se mudar e também o Pe Agostinho que foi para outra cidade, por meio da força do prefeito. Deste embate , temos registros de uma reunião realizada pela Associação de Moradores, onde fica claro o posicionamento das partes do conflito.

“Quanto o asfaltamento do aeroporto ele explicou ele explicou sobre as inverdades que o Pe Agostinho está falando. Ele disse que o aeroporto é propriedade do estado, e indispensável para o desenvolvimento da cidade e que o aeroporto asfaltado é uma fonte muito grande de empregos devido ao surgimento de grandes empresas. (...) Falou sobre sobre a invasão que o pe Agostinho incentiva no aeroporto dizendo que o mesmo não aceitou ajuda da prefeitura para legalizar em outro local a vida dessas pessoas"

O que pôde-se obter como lição, nesse episodio, foi que resistência popular liderada por uma pessoa de grande influencia religiosa não é o suficiente contra o poder político e econômico. O Pe . Agostinho era pároco da Paróquia da Barra e celebrava na Comunidade Santo Antonio. Em suas homilias, o padre sempre pregou o evangelho em favor dos podres. Neste sentido, ele se posicionou do lado dos mais fracos e excluídos, que eram os moradores que habitavam os inúmeros casebres situados na parte que iria ser asfaltada. Pe Agostinho, o homem de Deus , defensor dos humildes foi considerado como o inimigo Nº 01 de Muriaé. Neste embate, sabe-se que Pe Agostinho saiu perdendo pois ,foi transferido para outra paróquia no estado do Rio de Janeiro. Quanto ao lado dos mais poderosos e interessados na construção do Aeroporto, levaram adiante seu projeto desenvolvimentista, porém, até hoje as obras ainda não foram concluidas.

Neste processo de transferência de moradores de um bairro para outro , surge o bairro Joannopolis, que é constituído por pessoas que moravam no bairro Aeroporto

ALGUMAS CONSIDERAÇÕES
Não se pode dizer que encerramos o trabalho e,  nem que o assunto está esgotado. O mais importante destacar que a história de uma comunidade vem sendo construída na saga de seu povo e na valoração das raízes culturais que permeiam a comunidade do bairro Aeroporto.

Realizar este trabalho permitiu retornar aos primórdios do surgimento do bairro Aeroporto. Na oportunidade,  é importante ressaltar e agradecer a colaboração dos entrevistados, da Associação de Moradores e todos os que diretamente ou indiretamente permitiram asa ações dos pesquisadores do grupo JUBONC - Jovens Unidos na Boa Nova de Cristo (Pastoral da Juventude).

Como proposta para trabalhos futuros, cogita-se a possibilidade de continuar a coletar materiais e informações no sentido de construir um acervo histórico e possivelmente algo a publicar posteriormente. È importante destacar que as informações contidas possuem o intuito de fortalecer as raízes e romper os horizontes do desenvolvimento sóciocultural de nosso povo humilde mas trabalhador.

Texto: Movimento Pró Cultura/Sandro Carrizo 
Entrevistados :
MARIA DA CONCEIÇÃO DE JESUS- 48 ANOS
MORADORA DO BAIRRO A 35 ANOS.

MARGARIDA MUGLIA- 84 ANOS
MORADORA DO BAIRRO .
Fontes
LIVRO DE ATAS DA ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO AEROPORTO. MURIÁE - MG, Nº 01- 1987.